Lago Maggiore, Italia

Saimos de casa as quatro da manhã (!), meu marido estava dispostissimo, Gabs dormindo e eu preocupada se ele não ia ter crises de choro durante a viagem. O motivo de irmos tão cedo foi para evitar atrasos devido ao congestionamento nas estradas européias durante esse periodo de férias. Aqui por esses lados todo mundo tira férias entre julho e agosto. Como era um sabado as estradas ficam ainda mais insuportaveis.
A IDA

Saimos da Bélgica em direção a Luxemburgo, la paramos pra abastecer ja que o combustivel é beeem mais barato, o posto ja estava lotado mesmo sendo cedissimo. De la seguimos até Strasbourg na França, onde paramos pro Gabs mamar. Em Strasbourg atravessamos a ponte que corta o Rio Reno e ja estavamos em Kehl na Alemanha. Pegamos uma daquelas autobans e no meio do caminho obriguei marido parar num Burger King para eu matar saudades de comer Whopper (na Bélgica não existe Burger King!). Esse trajeto todo eu não tirei fotos, pois ainda estava morrendo de sono e vez ou outra dando de mamar ao Gabs (que estava dormindo o tempo todo!).

Ainda na Alemanha notei que as estradas estavam começando a ficar tomadas por carros e motorhomes… todos em direção ao sul. Quase perto da fronteira com a Suiça, Gabriel teve uma crise de choro, alias de berros: estava faminto. Tinhamos que passar pela policia de imigração Suiça (ja que ela não faz parte da EU) e por magica ele sossegou. O carro da frente, com mulheres mulçumanas, foi parado. Nos passamos direto. Logo apos a barreira da fronteira tem um posto com restaurantes e nos paramos la pro Gabs mamar. De la passamos por Basel e fomos no sentido sul para pegarmos a região de Gothard, onde pegariamos o pass ja que o engarrafamento do tunel pra cortar os alpes estava gingatesco (cerca de três horas)


O caminho pelo pass de Gothard é lindo, vc vai até o alto dos alpes e a paisagem é deslumbrante. mesmo no verão ainda é possivel ver a neve la no topo das montanhas. Então com esse visual fantastico resolvemos tirar a primeira foto “oficial” dessa viagem ! Essa foto ai em cima ja é o final do pass que vai dar na parte italiana da Suiça.

A parte italiana da Suiça seria uma Italia organizada, sem barulho… um tédio ! Tudo é tão arrumadinho que chega a ser pertubador. Mas é so atravessar a fronteira que o furduço começa ! Chegamos em fim na fronteira com a Italia… os dois policiais da imigração italiana estavam batendo papo e nem viraram a cara e com as mãos nos mandaram passar e continuaram a conversa… Foi so cruzar a fronteira que notei logo a diferença… ruas mais estreitas, carros estacionados no meio da rua, falta de sinalização… Benvenuti in Italia !

Enfim chegamos na nossa casa alugada, em Brezzo de Bedero, cidadezinha ao lado de Luino, no Lago di Maggiore. A foto acima era a vista da casa. Nessa região todas as casas ficam nas montanhas, e as ruas são estreitas (da largura do carro), mas mesmo assim notei de cara que as pessoas dirigem como loucas ! A maioria dos carros são pequenos, estilo carro popular, mas os italianos acham que estão sempre pilotando uma ferrari ! Eh pertubador. Fiquei em casa desfazendo a mala e meu marido foi até ao supermercado comprar alguma coisinha pro café da manhã do domingo. Estava quente, muito quente !
O CAUSO
Como eu ja previ desde que cruzei a fronteira italiana,o trânsito naquelas bandas é sofrivel. Todas as vezes que eu precisava sair de casa eu ja tremia nas bases pensando nos carros voadores italianos que cruzam as ruelas mal sinalizadas… No quarto dia de Italia resolvemos ir até o Campo Del Fiori, na realidade eu não estava muito afins de ir não, o calor tava me matando (eu acho que desacostumei com esse clima manauara de rachar o côco…).
Ja quase chegando em Varese, perto do nosso destino, um caminhão desgovernado entrou na lateral do nosso carro ! Foi um barulho horroroso. Estavamos numa curva e esse caminhão simplesmente dobrou dentro da nossa faixa (como vcs podem ver nas fotos abaixo).
Foi um barulho horrendo e eu entrei em pânico, pois a batida foi do lado do Marc e do Gabs. Na mesma hora o trânsito parou e todos os italianos sairam dos carros e foram la dar uma força pra gente ! Imaginem o qüiproqüo ! Eles berravam, gesticulavam, opinavam. Mandaram logo a gente tirar fotos. Porém o motorista do caminhão era um equatoriano honesto. Ele admitiu logo o erro e disse que o sol atrapalhou a visão dele (o que eu acredito ser verdade, pois nos tb tinhamos esse problema. O sol forte cega nossos olhos nessas estradinhas). Depois de quase uma hora preenchendo papel de seguro resolvemos seguir em frente, ja que o prejuizo não foi assim tão grande quanto o barulho (vide fotos abaixo). Marido ficou chateado ja que o carro é novinho e é o brinquedinho dele… mas nada que não possa ser arrumado, né ?
Bom, quando chegamos no topo da montanha resolvemos comer no unico restaurante que tem la em cima. A moça entrega o cardapio, faço a minha escolha, e descubro que basicamente eles não tinham nada que o cardapio mencionava. Pedi um prato que ela indicou, um feijão com linguiças que eu não descobri o nome. Estava gostoso. Como essa parte eu denominei de “causo” tinha que ter um motivo, certo ? Então, batemos o carro, fomos até o destino (Campo Del Fiori), paramos pra almoçar… Eis que surge um novo “probleminha”… na hora que eu levantei pra ir embora eu descubro que não conseguia pisar com o pé direito no chão… Explicando: de manhã antes de sair eu fui brincar de estourar balões no jardim da casa (nem ousem perguntar de onde surgiram balões, rs). O terreno era inclinado, eu estava no gramado e não vi um buraco e pimba, cai e sai rolando pelo gramado. Na hora meu pé não doeu… So sei que sai do restaurante carregada… e eu dizendo pro Marc me levar numa farmacia pra comprar Voltaren que resolvia meu problema… e ele querendo me levar a um hospital… Pé torcido em hospital ? Pergunto então às pessoas do restaurante onde havia uma farmacia, e eis que descubro que as farmacia fechavam 1 da tarde e so reabririam as 4 ! E eu gritando de dor ! Voltamos pra casa pra fazer hora pra ir até a farmacia. A dona da casa, que mora no mesmo terreno, me viu chegando carregada e foi até la ver o que era. Cinco minutos depois ela volta com a pomada e enfaixou meu pé. Uma hora depois eu ja estava melhor… mas so conseguir andar de verdade no outro dia !!! E logico, NÃO fui ver a tal vista do Campo Del Fiori (rs).
ISOLA BELLAO passeio mais bonito foi sem duvida o de barco pelo lago. Pegamos um “cruzeiro” da Navigazione Lago Maggiore, que visita varios pontos do lago, entre eles esta ilha, chamada Isola Bella, contruida por Carlo III Borromeo. Como diz o nome, a ilha é belissima e possui um palacio estilo barroco construido em 1632. A visita ao palacio dura mais ou menos 45 minutos, e dentro dele não pode tirar fotos ( e eu sempre respeito essas regras!). Além da ilha, ainda paramos em Intra, Stresa e outras cidadezinhas.



MILÃO

Dirigimos de Luino até Milão, cerca de uma hora e meia. O caminho é meio sem graça, assim como Milão. Alias la não tem que o fazer, então se vc não tem mais o que fazer na Italia, va até Milão ! Estacionamos o carro ao lado do Castelo e andamos pela Via Dante. Era domingo, mas tinha algumas lojas abertas. Paramos pra almoçar e tb tomamos um gelato (ir à Italia e não se acabar nos sorvetes é um crime!)


Visitamos as “duas unicas atrações necessarias” de Milão: o Duomo (onde Gabs sentiu fome) e a Galeria Vittorio Emanuele. Pra entrar no Duomo precisei cobrir meus ombros com a mantinha do Gabs, pois estava de blusa sem mangas e la não é permitido ! O melhor era ver gente zanzando embrulhado em jornais, sacos plasticos… patético ! COm 35°C la fora, o seu poliça fica na porta exigindo mangas !

Na galeria resolvi fazer comprinhas basicas, como vcs podem notar nas fotos abaixo..



Atravessando a galeria, vc sai na praça do Teatro Scala, e la vc encontra essa estatua de Bottero, que deve ter se inspirado no meu “voluptuoso” (rs)

LAGO DI COMO

Voltando de Milão resolvemos desviar caminho e até o Lago Como. Não paramos em nada, so pra tirar algumas fotos, mas percebi que la as casas são mais bonitas e mais “chiques” do que no Maggiore. Pelo menos foi a minha impressão.


Fomos até Bellizona na parte suiça do lago pra pegarmos um ferry e atravessarmos o lago e voltarmos pra casa. Esse posto de gasolina abaixo é logo depois da fronteira, e não me perguntem pq tirei foto do posto pq eu também não sei !!

COCINA

Estando na Italia, faz-se necessario comer. E comer muito. E também se aventurar na cozinha fazendo lulas pro marido. E muita, muita massa. Alias fiquei perdida com a quantidade e variedade de massas nos supermercados. Pra casa eu trouxe uns nero di seppia e ja fiz com frutos do mar ! Hmmmmm

STRESADepois do passeio de barco, resolvemos voltar em Stresa em um outro dia. Esta cidade é o coração turistico do Lago Maggiore. Diria, que é o melhor lugar para se hospedar nessa região. A cidade possui hotéis lindissimos, em prédios com fachadas suntuosas. Mil restaurantes e um comércio local charmoso. Pra ir até la precisamos pegar um ferry, ja que era no outro lado do lago. A cidade fica na região de Piemont, então procurei um arroz à piemontesa e não achei (sera que existe mesmo na Italia ?)… acabei comendo bife à milanesa, pois eu PRECISAVA constatar que esses nomes não eram invenção de brasileiros !!



Na volta de Stresa, dirigimos no sentido de Intra, mas so que pelas montanhas. Acabamos nos perdendo, mas encontramos essa vista paorâmica do lago (fotos abaixo). Lindissimo ! No meio do parque nacional.




SACRO MONTE

No dia do acidente do carro nos queriamos ir tb até ao Sacro Monte… acabamos voltando alguns depois pra visitar o caminho com 14 capelas construidas ha 400 anos que contam a Via Sacra. São dois 2km ladeira acima, é preciso muito fôlego, coisa que eu não tenho !



A VOLTA – San Bernardino, Suiça

Na volta resolvemos pegar outro caminho para evitar o trânsito de Gothard. Decidimos ir por San Bernardino e de la seguir até Zurich. Em San Bernardino nos paramos pra almoçar e nos encantamos com aquele lugar ! Acabamos atrasando nossa viagem por cinco horas, mas vimos paisagens deslumbrantes ! Lagos de cores increditaveis. De olhar e dar suspiros !


Almoçamos nesse restaurante da foto acima. Um lugar super familia, onde Gabs fez um sucesso danado. Como é a parte italiana da Suiça, pedimos um raviole, que estava simplesmente maravilhoso. E a sobremesa foi uma torta da nona, que eu juro que volto nesse lugar so pra comer essa torta de novo !


San Bernardino é um resort de ski badaladissimo, apesar de pequeno. Durante o verão é possivel fazer hiking, alugar bicicletas, e todo tipo de esporte “natureba”. O ar é purissimo ! As fotos ai de cima foram feitas no Pass de San Bernadino. Paramos pra um café no restaurante Ospizio ! Da uma clicada na foto desse lago acima e veja a cor da agua ! Lindissimo (voltei da Italia com mania de issimo)

VADUZ, Liechtenstein

Que diabos fui fazer em Vaduz ? Nada ! Vimos a placa no meio do caminho de Zurich, e resolvemos cruzar a “fronteira” pra ver como era. O lugar é tão pequeno que parece que so tem duas ruas, a de cima e a de baixo ! Fomos arriscar ver alguma coisa, mas estava tudo fechado. Era sabado a tarde e a cidade estava às moscas. Não havia nada aberto. Todas as lojas mortas de chique do centrinho estavam fechadas ! E não vi uma viva alma na cidade fantasma.



Acima a “fronteira” !

Depois que Gabs comeu e fez “outras coisinhas” voltamos pras estradas suiças e seguimos viagem até em casa, passando de novo pela Alemanha, França e Luxemburgo. Quando entramos em terras belgas ja era madrugada de domingo.

13 comentários sobre “Lago Maggiore, Italia

  1. Olá Dani,moro em Belém do Pará e, com o auxílio luxuoso da web, estou montando um roteiro para a minha segunda viagem à Europa no primeiro semestre de 2008. Navegando e tocando, descobri seu interessante blog. Melhor ainda saber que vc é amazônida de raíz. Caso deseje manter contato comigo, meu e-mail é dollycoelho@gmail.com. Grande abraço e um cheiro especial no bebê. Dolores Coelho

  2. Que legal vocês viajarem mesmo com um bebê… tem gente que deixa de viver quando têm filhos e não pode ser assim, né?Que chato este acidente de carro, mas ainda bem que ninguém se machucou. Que chato vc tb ter torcido o pé e perdido a vista do Campo Del Fiori… fica pra uma próxima vez, né?Meu esposo já teve a oportunidade de ir à Milão, à trabalho, mas tb não gostou muito. Que coisa essa exigência de mangas, hein? Imaginei a cena do pessoal embrulhado em jornal e sacos plásticos. :-)))Hummm… comida italiana é a minha preferida. Que delícia! Será que o Arroz à Piemontesa é invenção dos brasileiros?!Bjo!

  3. Ai que delícia…tirando “o causo”…é claro! As fotos ficaram ótimas! O Gabs está lindo como sempre! Bjão pra vcs!

  4. Dani,Adorei seu relato de viagem e suas peripécias. Também tivemos o mesmo problema de farmácia e comércio fechando de 1 às 4, êta sesta longa😉 Beijos no Gab,Majô

  5. As fotos são lindas!!! A descrição de sua viagem está ótimo, fiquei com vontade de fazer um dia também. Quando você escreveu sobre o lago Piamontese, lembrei logo do arroz, que acho uma delícia. Apesar do acidente de carro e da queda, sua viagem foi muito boa, bonitos lugares, companhia melhor ainda, Gabs mamando muito…isso é muito bom!

  6. Dani que viagem legal, adorei ver as fotos com essas lindas paisagens. Li tudinho e menina, mas pra que vc foi brincar de estourar baloes? Virou criança foi? rs Espero que esteja melhor. Adorei o postBjoks

  7. Dani! Acabei de conhecer seu blog, já está entre meus favoritos!Acabei de voltar de uma viagem de 20 dias de carro pela Itália e Suíça italiana, onde conheci lugares maravilhosos e guardo imagens memoráveis.Queria saber se você já conhece Valle Verzasca? É uma região maravilhosa na Suíça italiana onde as pessoas vão pra tomar sol e se banhar naquelas águas gééeelidas originadas do degelo das montanhas. É IN-CRÍ-VEL, um dos lugares mais lindos que vi na minha vida, com rochas branquinhas e águas cristalinas. Vale a pena! Deve estar a uns 40 quilômetros de Ticino.Beijão!Mariane

  8. Sua vida aí está como a nossa aqui. Tempo contado em mamadas. Parabéns pelo Gabriel. Curti essas aventuras. Esta semana também começo a relatar nossas experiências ítalo-austro-holandesas com nossa pequena Clara que esta semana curte uma prainha em Ilhabela… Essas nossas crianças não sabem onde foram cair…

  9. Oi, Dani, estava ansiosa para ver o relato da primeira viagem do Gabriel…Um super viagem (fora os sustos), fiquei morrendo de vontade, tenho um fraco por lugares com vistas maravilhosas…Mas o melhor mesmo foi ver as fotos do mocinho, como ele está fofo!Parabéns, moça!PS: obrigada pela ‘visita’ de aniversário😀

  10. Danizinha… amei todoooo o relato!E aquele acidente guria??? que medo!!!As fotos estão lindasssss!!! Gabs um gato e vc super bem… que baum!Deus os abençoe!Bjsssssssssssssssssss grdes

  11. O Gabs ( liindo ! ) que se cuide com essa mamãe arteira .Que medão deste acidente ..Dani, eu tb não vejo a menor graçana arrumação-limpeza excessiva da Suiça , é cahto e até falso ( como casas feitas por decoradores, que parecem um museu sem moradores)Adorei as aventuras!

  12. Nossa, que aventura!Em relacao á Italia, concordo com vc que as ruas sao estreitas e os motoristas nao respeitam as leis do transito, mas meu marido diz adorar dirijir na Italia assim mesmo!Vai entender! Este lago que vc foi é pertinho(uns 200km) daqui e eu já estive bem próximo dele. Moro no sul, fronteira com a Áustria, Itália e Suica. Aqui é muito bonito, perto das montanhas. Venha um dia conhecer Rosenheim! bjs no Gabs,Cris

  13. Dani!!! Que relato mais interessante de suas férias!Adorei, e principalmente por ver como você tá bem e feliz! Gabs é um anjo, sem dúvidas!Por certo, descobri por aqui como fazer a nossa “tapioca” amazonense nessas terras européias. Queres a receita?Beijão!Vanessa (Salamanca)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s